21 de março de 2017

Massa Folhada... e uma Tarte de Frango e Míscaros




Contasse...

Que a Massa Folhada... terá tido a sua origem numa demonstração de afeto !!

Glaude Gellée, conhecido também como o famoso pintor Lorrain (século XVII), quis alegrar seu pai que estava doente: pegou num pedaço grande de pão e barrou o centro com uma quantidade generosa de manteiga, ignorando assim as recomendações dos seus chefes que afirmavam que a manteiga escorreria da massa, durante o cozimento.
Grande foi a surpresa  de todos, quando ele retirou do forno uma enorme bola de massa, toda folhada, tão saborosa que seu pai pediu mais. 

Com o decorrer dos anos o aperfeiçoamento da Massa Folhada foi constante.

Presentemente podemos saborear inúmeros doces e salgados feitos com esta massa. Desde a sua versatilidade à forma prática de se manusear, proporciona variadíssimas elaborações. É só ser criativo, e estar abastecido da massa congelada... como eu faço.
Ainda não me predispus a prepará-la, e não é pelo trabalho, porque tem outras massas tão trabalhosas ou mais (assim como a massa tenra), e eu adoro trabalha-las. Talvez quando me decidir a faze-lo, não mais queira usar, a Massa Folhada congelada.




Com as ofertas que surgem deste artigo, assim como  a Massa Folhada Fresca, as variantes são mais que muitas e simplificam-do as elaborações, permitem a criatividade. Em receitas de raiz ou  aproveitamentos.


Ingredientes

2 embalagem de Massa Folhada fresca, circular
100g de alho francês (só a parte branca) 
150g de peito de frango desfiado (cozido ou assado)
200g de miscaros
50g de manteiga 
50ml de azeite
1 chavena mal cheia de bechamel
3 dentes de alho, grandes e picados
pimenta preta de moinho
sal
1 colher de café rasa de tomilho (opcional)    
1 ovo, para pincelar  

Preparação

- Pre-aquecer o forno a 200ºC
- Laminar o alho francês em argolas com 2cm de largura.
- Desfiar o frango.
- "desfiar com as mãos" os míscaros em pedaços não muito pequenos.
- Na sertã deite a manteiga, o azeite o alho e deixe fritar uns segundos, branqueie o alho francês e adicione os miscaros envolvendo bem nas gorduras. Junte o frango e tempere com a pimenta e o tomilho e envolva, prove de sal e acrescente se necessário. Fervilhar em lume médio alguns minutos e deite o bechamel. Se houver muito liquido na sertã, coe a mistura. Assim a massa folhada, ficará mais seca e crocante. 
- Esta preparação não requer muita cozedura, pois iria prejudicar as texturas e sabores dos tres principais ingredientes, Míscaro, frango e alho francês
- Coloque em recipiente para arrefecer. 
- Manter a massa folhada no frio até usar.
- Forre a tarteira com a massa, mas deixando o papel vegetal. Encha com a preparação arrefecida, e tape com a a 2ª base de massa, mas tendo o cuidado, de deixar espaço nas beiras e para que possa juntar bem a massa, da base e da tampa. 
Com o cabo duma colher de pau faça um orifício para que o vapor do recheio possa sair sem dificuldade.
Pincele com a gema de ovo. Se estiver a preparar esta tarte no inverno pode levar de imediato ao forno. Se for no verão, aconselho que a arrefeça por 30 minutos.  
Leve ao forno por 20 minutos, após este tempo pode seguir as instruções das notas. Há ainda a considerar a temperatura de cada forno.




Notas:
Para que a Massa Folhada se possa trabalhar bem, deve prepara-la em temperatura moderada. Refresque a bancada se for necessário. O recheio deve estar frio quando o for usar. E deve também colocar a (ou) as peças no frio antes de irem para o forno. A temperatura do forno varia consoante o tamanho da peça. Após o folhado ter atingido o aspeto de cozido (em cor e altura) reduza a temperatura para 150ºC por 15 minutos, deixando que o interior coza e a massa ganhe consistência. 




Pode ainda verificar outras massa, aqui
Conselhos e duvidas... é só perguntar !!




17 comentários :

  1. Oi Rosa, bn!
    Sua torta ficou com um dourado maravilhoso. Eu adoraria pegar uma fatia dela e me deliciar por aqui kk
    Bjsss amiga e uma noite abençoada p/vcs

    ResponderExcluir
  2. Rosa querida, que torta mais linda, tão douradinha hummmmmm... esse recheio parece delicioso!
    A respeito do doce de abóbora que voce comentou no blog, eu deixo os pedaços no sol um dia inteiro, sempre virando de um lado e outro para secar e formar aquela casquinha açucarada por fora.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Sempre bom passar aqui querida rosa e aprender um pouco :)
    Normalmente quando uso massas de compra uso os recheios logo que os faço, quentes portanto... e não o devo fazer ehehe
    A tua tarte ficou linda, um encanto!
    Um beijinho querida

    ResponderExcluir
  4. Querida Rosa: ficou uma beleza esta tua tarte! Gosto muito de massa folhada e com as tuas indicações preciosas, vai ser bem mais fácil de executar. Adorei o recheio e claro, o exterior que está divino!!!
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  5. Querida Rosa, adoro massa folhada mas não conhecia a sua história, aqui pelo seu blogue é uma aprendizagem constante! :)
    Essa tarte tem um aspecto divinal e adoro esse recheio. Por mim comia já uma bela fatia agora ao jantar. :) Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  6. Oi Rosa
    Maravilhosa sua torta.Massa folhada é uma delícia e com esse recheio certamente perfeita.Boas dicas de como trabalhar com a massa folhada.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Rosa minha querida,
    Adorei saber sobre a massa folhada, por isso ela é bem vinda sempre!
    Linda sua torta, recheio de dar água na boca e as fotos estão maravilhosas!

    Um grande beijo no seu ♥, fique na paz de Jesus!
    Andréa

    ResponderExcluir
  8. Adorei tudo nesta tarte, posso dizer mesmo que fiquei a salivar e com vontade de lhe apanhar uma fatia, bem generosa que não me fico por menos :)
    PS: espero que esteja melhor do dente malandro ...
    Beijinhos ...
    Guloso qb

    ResponderExcluir
  9. UI, que beleza de prato. Caía que nem ginjas.
    Kis :=}

    ResponderExcluir
  10. Oi amiga, bt!
    Estou passando p/deixar bjsss e desejar uma tarde (aí já deve ser noite kk) bem maravilhosa p/vcs

    ResponderExcluir
  11. Não conhecia a história, adorei! Fiz uma vez massa folhada e jurei para nunca mais...também uso a congelada, super prática! Gostei muito das dicas.
    Beijinho e bom fim de semana.
    http://asreceitasdamaegalinha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  12. Muito boa essa tarte. Gostei da "tampa"- muito boa ideia. Bj

    ResponderExcluir
  13. Oi Rosa, bn!
    Obrigada amiga pela visitinha carinhosa lá no blog. Bjssss

    ResponderExcluir
  14. Querida Rosa,
    Esta tua tarte está de dar água na boca.
    Adoro toda a combinação de ingredientes e aspecto da mesma e, embora míscaros por aqui sejam algo impossível de encontrar, acredito que ficará igualmente fantástica com uma boa selecção de cogumelos frescos de diferentes variedades.
    Quanto à massa folhada, acredita! Quando fizeres em casa, nunca mais usas de compra. Comigo assim aconteceu.
    Um beijinho,
    Lia

    ResponderExcluir
  15. Gosto muito destas tartes ou mesmo quiches são muito boas e práticas. Esta ficou muito bonita com a tampa por cima. Beijinhos
    http://asreceitasdasisi.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  16. Ai, já tenho fome!
    Kis :=}

    ResponderExcluir