7 de agosto de 2021

Lentilhas estufadas com Molho Teriyaki e Arroz Branco

 

Um estufado de lentilhas em que o equilíbrio salgado e doce do molho Teriyaki... o tornou delicioso!!





Aqui em casa... eramos fãs de refeições de inspiração bem portuguesas. Mas a nova geração, leva-nos a novas tendências que ganhem o seu espaço. .Principalmente a minha neta mais nova que rejeita  carne. Ainda o que gosta, é o frango. 
Presentemente, também tive que alterar os meus hábitos alimentares e as lentilhas, também foram incluídas. A que mais utilizo é a variante vermelha. 

E assim, por vezes, temos há mesa... uma boa seleção de escolhas!!!

Esta receita é também ótima para aproveitamentos. Aqui, usei frago desfiado de churrasco. O peito sempre sobra mas, é sempre destinado a muitas e gulosas empadas  folhadas. Que vão... até onda a imaginação nos levar. Já deixei várias no Blog.

Hoje...surgiu uma nova tendência para esta publicação, e que possa ter continuidade!!!




Ingredientes para duas pessoas

150g  de lentilhas, usei a Pardiana, parda
130g  de arroz agulha
200g  de frango desfiado
1 tomate médio bem maduro
1 cebola pequena
2 dentes de alho
1 colher de sobremesa de Molho Teriyaki
sal

Preparação

- O arroz é cozido só em água abundante e sal, lave antes de colocar a cozer. Ir vigiando para que não coza demasiado. Estando cozido escorra e reserve. 

- Demolhe  as lentilhas por algumas horas. Escorra, e leve a cozer com o correspondente a três partes de água, em cozedura moderada. Vigie a textura que pretende. Escorra e reserve algum caldo para  completar o refogado, a seu gosto. 

- Pique os tomates a cebola e refogue em em lume médio com o azeite. Acrescente o alho picado ou esmagado, o sal e pimenta. 

- Quando os ingredientes estiverem macios, retire e triture. Volte a colocar no recipiente  e adicione o frango desfiado as lentilhas e o arroz. Misture tudo delicadamente e cozinha atá ficar quente. 

- Acrescente a água de cozer as lentilhas ou o caldo de carne, e o molho "Teriyaki". Adicione o molho com moderação devido ao seu paladar intenso. Retifique os temperos e sirva.

- Para o refogado eu escolheria não ser triturado, mas foi a pedido...












12 de março de 2021

Um Bolo de Aniversário Especial

 


Hoje... trago o vigésimo primeiro bolo, que fiz para o aniversário da minha neta mais velha! 

É mais um ano, e que nos enche o coração de alegria, por toda a dedicação e carinho que nos dedica. Quantas recordações de datas especiais como esta estão nas nossas lembranças. Filhos, netos...

Também fiz os bolos para os pais, mas os netos, são um novo ciclo na nossa vida. Encontramo-nos mais disponíveis e também...mais  sós! E neste dia, tivemos alguns momentos que alegraram esta casa, carente daqueles sons e risos que guardamos indefinidamente.

Normalmente e escolha do bolo, recaía no Chiffon de Chocolate. mas estre ano, apesar de o seu aniversário ser em Dezembro, optou por um bolo frio e com frutas. Uma escolha excelente para um bolo magnifico.

É desta forma, e no verão principalmente, se tornou-se o bolo de aniversário de toda a família, aqui no Porto, e em Lisboa. 

E com a particularidade da escolhas, frutos, formatos e tamanhos... é só equacionar os ingredientes, e pode fazer as delicias de família e amigos. 



Ingredientes

Forma redonda de 26 cm. Untada e com o fundo forrada com papel vegetal, e polvilhada levemente
 - 8 ovos
- 8 colheres de sopa de açúcar [190gr]
- 8 colheres de sopa de farinha [110gr]
- 1 colher de chá de fermento em pó
- 3 a 4 pacotes de nata fresca, Longa Vida [bem refrigeradas]  
- 6 colheres de sopa rasas de açúcar 
- Frutas há escolha
- Papel vegetal para forrar o fundo da forma

Preparação

- Preaqueça o forno a 180ºC

- Bata as gemas com o açúcar até ficar uma gemada cremosa. Acrescente a farinha com o 
  fermento envolvendo, e no final adicione suavemente as claras batidas em castelo. 
- Deite um terço da massa na forma e alise. Leve ao forno por 7 a 8 minutos. Retire assim que a      massa ao toque dos dedos, esteja ligeiramente firme sem se encontrar seca. Desenforme, prepare a forma para colocar mais massa, não esquecendo o papel vegetal. Repita os passos da anterior preparação, e termine com a restante massa. Esta quando sai do forno, deve ter uma tonalidade clara
- Bata as natas em chantily e reserve no frio.   
- Depois do bolo frio cubra a primeira massa com uma camada generosa de chantily. Espalhe uniformemente e coloque as frutas como vê nas fotos, ou a seu gosto. Com cuidado coloque novamente a massa e repita como na anterior. O chantily e frutas. Termine com a ultima massa e cubra com o restante chantily.
- A gosto, coloque o chantily nas camadas pois ele será o fator que vai originar a umidade no bolo. 
- Cubra todo o bolo com o restante chantily espalhando bem com uma espátula. A decoração   ficará a seu gosto. O bolo deve ir de imediato para o frigorífico, para que o chantily se mantenha consistente. 

Chantily:

- Coloque a taça e as varas da batedeira 30 minutos no congelador. 
- Retire e verta as natas, que também devem estas bem frias, na tigela. Bata a uma velocidade média   e  só quando começarem a firmar-se, adicione o açúcar devagar e uma colher de cada vez. Bata com   cuidado e verificando a textura do creme para não passar a manteiga, se bater em demasia. 
- O meu, não firmou muito bem, porque são natas sem lactose. É o resultado de natas com uma quantidade menor de gordura.

Quando quis cortar uma fatia para fotografar... pouco restava!!




26 de outubro de 2020

Bolo de Coco de liquidificador {e uma mensagem de parabéns}


 Parabéns para o Saberes com Sabores!! 

São 10 anos... de gratas recordações! 



Foi com esta mensagem que dei início a este Blog!

Há já algum tempo que pretendia transmitir o meu amor pelos tachos. Pesquisando na internet encontrei a solução e agora aqui estou, conforme vos prometi. Só que gostaria de conhecer tão bem as funcionalidades deste blog como conheço as da culinária. Pensei em desistir...  reconheci que os obstáculos eram consideráveis mas, como um dia alguém disse, "que querer é poder" eu vou continuar. Será uma nova experiência...! e nunca é tarde. Se me seguirem e acompanharem, poderei demonstrar que com entusiasmo e confiança, cozinhar pode ser fácil. Vou gostar de partilhar ideias, receitas, truques e (se quiserem) aqueles segredos que por vezes só se encontram... nas pontas dos nossos dedos.


E continuei. No início foi difícil, existiam ainda muitos desafios a superar para que o blog pudesse andar... mas a força de vontade foi o recurso que usei nos momentos de maior fraqueza. E desta forma,  só, e com um despretensioso blog eu obtive uma realização da qual e ainda hoje, eu sinto um orgulho muito especial. 

Mas também, tudo era tão diferente na blogosfera há 10 anos. Caso contrário, o Saberes com Sabores nunca teria existido. Tudo era mais fácil, mais simples.  

Se pude ensinar... também aprendi... o quanto era importante saber compartilhar com os nossos amigos e seguidores onde existia uma boa cumplicidade. Era sempre uma alegria quando se ganhava um novo seguidor e, também, um acréscimo de responsabilidade.

Fiz algumas pausas mais ou menos perlongadas por motivos de saúde, meus e de familiares próximos. Nem sempre a vida permite que faça-mos as nossas escolhas e realizemos nossos projetos e, limitando nossas vontades e desejos. 

Aproveito este dia para agradecer a todos que me seguem e visitam. A vossa presença, o vosso carinho e as mensagens que me transmitem, são importantes e preciosas para mim. 

Mas, uma vez mais, ficarei sempre grata a todos aqueles que dedicam seu tempo a visitar...

- Os meus Saberes com Sabores !!


Este não era o bolo para partilhar hoje com todos mas, como não foi possível, espero não desiludir. Cá em casa fez sucesso. Veio deste vídeo. Mas fiz umas pequenas alterações. Para vós ofereço, queridos amigos, uma fatia deste Bolo de Coco Molhadinho. Podem servir-se... 


Ingredientes para a massa

3 ovos

280 açúcar

90 ml de óleo

200 ml de leite

100 gr de coco ralado

220 g de farinha de trigo sem fermento

1 colher de sobremesa, bem cheia, de fermento em pó

100 a 150 g de coco para polvilhar


Ingredientes para a calda

200ml de leite

1 colher de sopa de amido de milho

1 colher de sopa de açúcar 

Se gostar do bolo bem húmido, acrescente mais 50ml de leite, e mais meia colher de amido.


Modo de Preparo - Massa

Bata no liquidificador os ovos, o açúcar, o óleo e o leite.

Adicione o coco, a farinha e, por ultimo o fermento, sem bater.

Deite a massa em forma untada e enfarinhada, (forrei com papel vegetal e untei e polvilhei novamente)

A medida do tabuleiro que usei foi de 35cm por 24cm. Convém usar estas medidas para que não se altere a espessura da massa e a cobertura possa penetrar bem.

Modo de Preparo - Calda

Para a calda, leve o leite de coco, amido de milho e açúcar ao fogo baixo, mexendo sempre até ferver.

Quando retirar o bolo do forno pique-o bem com um gafo e deite de imediato a calda sobre o bolo e polvilhe generosamente com o coco.

Leve ao forno a 170º por 40 minutos. 

Forrei com o papel vegetal, para a cobertura aderir bem ao bolo e não ficar agarrado à forma ao desenformar. Desta forma e com muito cuidado, levanto o papel e assim desenformo, e é possível.  Coloque o tabuleiro no frigorifico só após a massa ter arrefecido. De outra forma, o creme arrefece e não penetra bem na massa. Este bolo deve ser servido bem frio e, é uma verdadeira delícia.








25 de outubro de 2020

Creme de Abóbora com Noz Moscada

 



Leve e aromático o Creme de Abóbora com Noz Moscada  foi o nosso jantar. O sabor da noz moscada proporciona, sabores bem exóticos e ainda inesperados.

Até a algum tempo atras, fazer sopa era por vezes uma prática rotineira. Mas com as novas tendências na culinária, criaram-se novas formas e métodos. O que adotei para fazer esta sopa, é com os legumes "suados". 

"Legumes suados":   Levar ao lume, ao mesmo tempo, vários alimentos com uma parcela mínima de gordura. Estufando nos próprios sucos e sem mais adição de líquidos tem por fim extrair aos alimentos o máximo dos seus sucos. 

Com este método de preparar as sopas e principalmente os cremes, a adição de especiarias torna-as excelentes. Gostamos muito do creme de Abóbora com noz moscada, é ótimo, mas hoje alterei um pouco a receita e acrescentei pontas de pequenos espargos. Os cremes bem elaborados são os meus preferidos. 

Cá em casa, as sopas são sinonimo de FRIO... O inverno aproxima-se, e com ele, o friozinho e o apetite pelas sopas que nos aquecem os dias e as noites mais frias.


Ingredientes

1 kg de (aprox) de abóbora 

500 g de batatas farinhentas

1 chalota

1 dente de alho

1 l de caldo de legumes

3 colheres de sopa de azeite

2 colheres de sopa de manteiga

Noz moscada, a gosto

Sumo de limão

hortelã (facultativo

Preparação

Descasque a abobora, retire-lhe as pevides e corte a polpa em pequenos cubos. Descasque as batatas e corte igualmente em pequenos cubos. Numa panela junte o azeite e a manteiga, a chalota e o dente de alho picados finamente. Deixe derreter e acrescente os cubos da abóbora e de batata, envolva bem e deixe os legumes suarem em lume brando. A panela é tapada e regularmente mexe-se para que não queime o fundo. Estará pronto, quando os legumes estejam macios. Entretanto ferve-se o caldo de legumes que é adicionada há panela, já com os legumes macios, mas apenas na quantidade para obter um creme aveludado. Neste caso aconselho que se adicione o caldo em pequenas porções. Passe a sopa com a varinha mágica e adicione a noz moscada e o sumo de limão.


 Gosto muito do creme de Abóbora com noz moscada, é ótimo, mas hoje alterei um pouco a receita e acrescentei pontas de pequenos espargos e um pouco de nata. Ficou excelente. 





















12 de outubro de 2020

Bolo Fofo de Laranja


Fica com uma massa bem macia e fofa.




Hoje, foi um objeto "piroso" que gerou esta receita. Não recordo a origem... mas o Blog já vai fazer 10 anos. Este Bolo de Laranja é um manjar muito especial. Eu não resisti ao seu aroma e sabor tão delicado. Podem crer!!

 

 A casa onde residi anteriormente era grande, e assim, possibilitou o acumular de muito material para a preparação das minhas fotografias e com boas condições de acessibilidade. 
Na aldeia recolhia utensílios muito originais e mais que foram oferecidos. Mais louças e loucinhas e outras quinquilharias de pouco valor mas de boas lembranças. Poucas usei, mas guardo-as com carinho.
...E o que fui acumulando durante os 10 Anos de Blog??? 
As tendências iam-se alterando... mas dentro do possível tentava-se acompanhar. E eu juntei juntei... 
 
E consequentemente, os espaços que agora ocupo: ficaram assim!  contrariedades que por vezes me desanimam. 

Com este descanso forçado e como me encontro mais retida em casa, comecei por rever e eliminar os  tarecos mais antigos. 
E foi assim... que surgiu o Espremedor de Sumos
Como alguém, (que muito respeito e admiro) aqui num programa de culinária, refere algumas vezes "é piroso" pois foi exatamente, o que achei deste objeto. Era piroso... mas eu gostei e quis trazer para  partilhar.

Como o bolo da semana já tinha terminado, por sinal um doce de anjos (que breve breve sairá), as sacrificadas, seriam umas deliciosas laranjas, doces como mel, que tão bem se destacavam na fruteira.

E para não perder a hora boa da luz para a fotografia, seria pois, mais um improviso.  




Ingredientes

4 ovos, classe L
250ml de sumo de 2 laranjas grandes
180ml de óleo, se não for de milho use fula
230g de farinha de trigo extra fina (Nacional) e sem fermento, peneirada
190g de açúcar 
1 colher de sopa de fermento bem cheia de fermento em pó (15 g)Royal

Preparação

Bata no liquidificador menos de 1 minuto, os ovos, o sumo de laranja e o óleo.
Em seguida adicione o açúcar e a farinha, misture bem , mas delicadamente, até obter uma mistura homogênea. Não volte a ligar o liquidificador, num curto intervalo de tempo repeti a receita, bati a mistura com a farinha e foi um desastre.
Adicione por último o fermento e mexa mais um pouco. Verta a massa numa forma de buraco bem untada e polvilhada de farinha.
...e leve ao forno a 170º durante 40 minutos. Alguns minutos antes faça o teste do palito para o bolo não secar. 

Notas
- A forma ótima é o tipo de forma de pudim, com a base mais estreita. Base superior de 23cm e +/- 19cm na base inferior. De altura 10 ou 11cm.
- Para o sucesso do seu bolo, as laranjas deverão ser da melhor qualidade. 
- Adicione os secos com delicadeza.






15 de setembro de 2020

A minha Receita de Bola Carnes

Fácil, e deliciosamente fofa!





A vida dá muitas voltas... e por vezes, somos surpreendidos com novas tendências. 

Amassa leveda e eu, andá-mos sempre, como que... de costas viradas. No passado, também não existia uma panóplia de receitas como as que no presente nos aliciam. É verdade.

Acho que em todos os meus anos de cozinha, só usei massa de padeiro numa receita de Bolo Rei, em Lourenço Marques (Maputo). Ainda a repeti uma ou duas vezes, mas depois caiu no esquecimento.

Quanto há Bola de Carne... não existiam assim tantos simpatizantes que me fizessem pensar na massa leveda... Mas, se não são os filhos, poderão ser os netos a gostar... da Bola de Carnes. E foi precisamente o que aconteceu. 

Mas, a A Minha Bola de Carnes encantou até os mais céticos!

E sem duvida o que muito me seduziu nesta preparação... é que não é... necessário bater!!!


E foi assim que surgiu a minha pesquisa para a Bola de Carnes. Pesquisei muito e alterei ainda mais a 
receita que escolhi. Doravante será: A Minha Receita de Bola de Carnes


Ingredientes

- 500 gr de farinha tipo 65 (usei a espiga)
- 2 ovos classe L, ou 3, classe M
- 200 ml de leite morno (tépido), nada mais que esta quantidade. 
- 1 saqueta de fermipan (11gr) 
- 70 gr de manteiga, amolecida à temperatura ambiente
- 1 colher de sobremesa se sal fino
- 1 colher rasa de açúcar
- 1 gema + 1 colher de sopa de leite, para pincelar
- 400 gr de fiambre fatiado
- 400 gr de bacon fatiado muito fino
- 400 gr de chouriço fatiado fino
- farinha para polvilhar a bancada

Preparação

Numa taça coloque a farinha, fermento seco, o açúcar, os ovos, o sal, a manteiga e o leite. Mexer com uma colher de pau até incorporar todos os ingredientes e que a massa se despegue da tigela.
Polvilhar generosamente com farinha a bancada e deitar aí a massa.  


Dê uma volta à massa, e se ainda pegar às mãos polvilhe com (um pouco) mais de farinha. certamente já a poderá trabalhar, mas antes, polvilhe muito bem a bancada com farinha. 


600 gr de carnes


Depois de polvilhar bem com a farinha estenda a massa com uma espessura fina e de-lhe forma retangular. Comece por colocar as carnes ao centro e deixando a mesma largura para cada lado. Pode ainda, deixar uma das partes um pouco mais larga para usar no final. Já que as carnes vão ocupar algum espaço. Comecei a primeira camada com o chouriço para dar mais sabor há massa.


Antes de iniciar nova camada verifique se a massa não cola à bancada. Temos agora a segunda camada de fiambre sobreposto. As fatias não eram muito finas. 


Para a terceira camada seguiu-se o bacon. Este tem uma razoável percentagem de gordura, mas  pode usar com menos. E verifique se a mesa tem a farinha necessária.


Terminei assim as camadas das carnes, e nesta quarta camada usei um pouco menos de chouriço.


Dobre uma das partes da massa a cobrir as carnes colocadas e volte a colocar as carnes em camadas como anteriormente. Mas antes de iniciar, levante delicadamente o retangulo que tem as carnes e polvilhe com farinha, assim será mais fácil no final colocar no tabuleiro do forno.


O retangulo está completo e como pode verificar, a massa está bem polvilhada. Doutra forma seria difícil manusear.


Já está colocada no tabuleiro onde irá permanecer 1hora e 30 minutos a levedar. Deverá ligar o forno a 40ºC,  e atingindo essa temperatura, desligue de imediato antes de colocar a bola




Aqui, já está levedada e pincelada, e é retirada do forno para este atingir a temperatura desejada de 200ºC


Colocar no forno e aguardar 30 minutos...para estar cozida.




NOTA: o meu forno tem indicador de temperatura. Caso não tenha essa possibilidade não aqueça demasiado o forno. O excesso de calor prejudicaria a fermentação. 

10 de agosto de 2020

Lulas com Cerveja e Natas

 ...De preparação fácil e delicado sabor!!



Cá em casa e durante algumas décadas, sempre fomos fieis há receita das Lulas Deliciosas mas, como nem sempre nem nunca, surgiu uma nova receita. Não de animo leve... mas por falta de um ingrediente... o vinho branco!! 

E foi sem dúvida, uma agradável surpresa. De preparação fácil e de delicado sabor, fez também, uma deliciosa refeição... e veio deste site


Ingredientes

1 kg de lulas (comprei congeladas e limpas, tamanho médio)
80 g de margarina (usei manteiga sem lactose)
1 cebola (média)
1 c. de chá de farinha
1,5 dl de cerveja
2 dl de natas
2 c. de sopa de ketchup
sal
pimenta e noz moscada q.b.

Preparação

Lave e escorra as lulas. Corte-lhes os sacos em tiras e as cabeças em pedaços, (deixei as cabeça inteiras). Leve ao lume a margarina juntamente com a cebola picada bem fina.


Assim que começar a alourar junte as lulas, mexa, tape e deixe estufar durante 2 minutos. Espalhe a farinha por cima, mexa bem e junte o ketchup, a cerveja, as natas e uma pitada de sal.


Deixe cozer em lume brando entre 30 a 40 minutos, mexendo o tacho de vez em quando, (convém que durante 30 minutos não destape o recipiente. Depois de cozidas, rectifique de sal, pimenta e noz moscada. Se gostar pode adicionar um pouco de picante.