17 de julho de 2015

Empadinhas de Carne





A famosa frase..."Na Natureza nada se cria e nada se perde, tudo se transforma.  De, Antoine Laurente de Lavoisier, "pai" de  química moderna", pode aplicar-se muitíssimo bem, na culinária. Em épocas conturbadas como a que está a acontecer, é necessário usar todos os recursos para economizar.

É fácil depreender que actualmente menos refeições são servidas nos restaurantes, e trocadas pelas "prestigiadas" e excelentes marmitas. Como a "necessidade aguça o engenho" a criatividade faz sem duvida, surgir novas receitas, temperos e sabores... e até potenciais cozinheiros... o dom... estava adormecido.




Quando se faz um assado ou um estufado, podemos beneficiar dessa oportunidade, e usar uma quantidade superior de carne que poderemos   empregar   para outras confecções, no momento ou congelar em recipiente  com uma etiqueta  descriminando o conteúdo. Poderá entretanto, haver  mais sobras que  queira aproveitar   mas não a curto prazo, então, segue os passos anteriores e congela até surgir a oportunidade de a confeccionar.




E aquelas circunstancias que deparamos e para as quais não tínhamos planos. Foi o que me aconteceu: Fiz um assado no forno com muita quantidade de carne, mas com os  patês e as frutas (gosto de colocar fruta laminada para acompanhar a refeição). Sobrou muita carne e, soube logo que destino lhe dar.

Estas empadas são receita do Chefe Silva, de 1974, durante muito tempo foram um dos companheiros dos piqueniques, mas já não as fazia há imenso tempo. Foi bom... é que as recordações fizeram-me companhia.




Ingredientes para o recheio

250 g de carne picada, assada ou estufada
1/2 cebola, picada
2 dentes de alho, picado
25 g de margarina (1 colher de sopa)
10 g de farinha (1 colher de sobremesa)
1/2 copo de vinho braco
1/2 chávena de caldo de carne
Noz moscada
Pimenta de moinho
Um raminho de salsa picada

Preparação

  1. Estufar a cebola na margarina, juntar o alho e deixe apurar um pouco. 
  2. Polvilhe o refogado  com a farinha, envolva e adicione o vinho, deixe ferver 1 ou 2 minutos e deite o caldo de carne. 
  3. Verifique o tempero e adicione a pimenta de moinho e a noz moscada. O molho deve ser suficiente para envolver a carne e esta,não se esfarelar. 
  4. Deite a carne, envolva no molho e deixe levantar ferver. Retire e deixe arrefecer. A textura deste preparado tem que ficar seca para não estragar a massa nas formas.




Ingredientes para amassa

250 g de farinha
200 g de margarina
250 g de puré de batata
Forminhas para untar e polvilhar (irei experimentar de silicone)

Preparação
  1. Retire a margarina frigorífico para ficar à temperatura ambiente.
  2. Coza as batatas triture e reserve tapadas.Pese a farinha e peneire
  3. Comece por esfarelar a margarina com a farinha e acrescente o puré da batata. Esta massa não deve ser amassada, os três ingrediente são esfarelados levemente só com as pontas dos dedos. Não é difícil porque a massa é muito macia



  1. Retire pedaços de massa e coloque e coloque dentro da forma, com um pouco de farinha no meio para poder forrar a forma sem a massa se pegar aos dedos. 
  2. Deve ficar com uma espessura de 5mm no minimo, com uma faca retire o excesso de massa Depois de todas as formas preparadas coloque o recheio. 
  3. Agora vamos à etapa que considero mais aborrecido. Tapar as formas: e então vamos lá...
  4. Como não se  pode tender a massa com o rolo, terá que, na mesa enfarinhada e sem carregar muito, estenda a massa calcando com a palma das mãos. Com um cortador ou copo com a medida, corte circulos,  coloque sobre as formas e pressione um pouco.
  5. Depois de todas tapadas são pinceladas com a gema do ovo dissolvida numa colher de sobremesa, de leite.
  6. Colocar no forno pré aquecido a 170º C e depois reduza para 160º C, verifique a tonalidade, quando estiverem douradas estão cozidas. Nunca menos de 30 minutos. 




Nota
  1. Se utilizar carne com molho, já não necessita de fazer a preparação do refogado. Adicione à carne, leve ao lume e deixe começar a ferver, rectifique temperos e está pronta

11 comentários :

  1. Ai as receitas do chef Silva! Quando era miúda lembro-me de ver a praça da alegria e ficava felicíssima sempre que chegava a hora do chef Silva apresentar a receita! Nessa altura ainda nem sabia que o bichinho da cozinha já cá morava! Que deliciosas empadas! É uma forma inteligente de aproveitar o resto de um guisado! Beijinho

    ResponderExcluir
  2. que bonitas que estão e bem recheadas como eu gosto


    O Cantinho dos Gulosos

    ResponderExcluir
  3. Olá Rosa!
    Essas empadinhas ficaram de babar, as fotos estão super apelativas, no melhor sentido da palavra, é claro! rs
    Realmente reaproveitar é a ordem da vida, principalmente nos alimentos. Infelizmente o Brasil é um país em que muita coisa é descartada sem necessidade. Às vezes, ao caminhar após o término de uma feira livre me dói o coração ver os alimentos intactos jogados ao chão. Com tanta gente passando fome, isso é um crime!
    Beijos e ótimo final de semana pra ti! =)

    ResponderExcluir
  4. Empadinhas perfeitas e com um aspecto delicioso!! Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi Rosa!
    Parecem deliciosas as empadinhas e é uma ótima dica p/se usar as sobras.
    Amei!
    Bjsss e um ótimo FDS p/vcs

    ResponderExcluir
  6. Querida Rosa: que saudades das receitas do chefe António Silva, meu "mestre" na cozinha quando casei e só sabia fazer omeletes,rsrs. Ainda hoje tenho a sua coleção de 27 livros.
    Estas empadinhas devem ser tão boas. Estão lindas e são excelentes para aproveitamentos. Não conhecia a receita e adorei. Também irei fazer nas formas de silicone,pois devem desenformar melhor. Obrigada por esta partilha ( fiquei com vontade de fazer um piquenique só para as poder levar,eheh).
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  7. Humm delicia essas empadas para aproveitar as carnes que sobraram bjs Rosinha

    ResponderExcluir
  8. Que delicia, adorei a dica. Eu também reaproveito tudo e fica ainda mais saboroso. Uma bela e deliciosa receita.
    Bjos tenha um ótimo dia.

    ResponderExcluir
  9. Querida irmã minha do coração, desculpe o sumiço, mas é que passei uns dias com minha filha em São Paulo, para matar as saudades, pena que passou tão rápido. Rosa minha amiga que deliciosas empadinhas, gostei dessa massa, nunca fiz com purê de batata e vou ter que experimentar. Ficaram tão lindas, perfeitas e esse recheio está tentador. Adorei. Beijinhos uma excelente semana. PS: Adorei as flores que vc enviou no Face, lindas e com carinho é muito bom. Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. É verdade Rosa e também é no poupar que está o ganho :)).
    Que delícia de empadas Rosa. Eu adoro empadas mas, uma vez mais, só como as que a minha mãe faz, pois ela é uma artista da empada, pastel de massa tenra, rissois e croquetes e essas iguarias, por mais que tente, nunca me sabem bem como as dela.
    Fiquei curiosa com esta massa e com a adição do puré de batata à massa da empada e esta é uma receita que vou reproduzir com toda a certeza, pois fiquei encantada!
    Um beijinho grande,
    Lia

    ResponderExcluir