7 de maio de 2016

Pavlova com Ganache de Chocolate e Frutos vermelhos






Esta seria a minha participação para o Dia Um... da Cozinha !!
Não foi possível... mas não deixaria de publicar... e por vários motivos!!
Seria uma singela homenagem à minha Mãe, partiu mas estará sempre presente, e sendo recente não me vou alongar.
Depois... é a receita de uma amiga que muito estimo!!!
E depois... não tenho palavras... experimentem, e irão dar-me razão!!!




Gosto da pavlova bem estaladiça, como já tinha escolhido a receita para a emissão do passatempo não hesitei.   
Do Lemon e Vanilla da Lia querida, veio a excelente receita, dei mais um tempinho de calor de forno, e resultou muito bem !! 
O Ruibarbo é insubstituível sem duvida e sou fã, mas recorri aos frutos vermelhos que também são deliciosos.
Aqui, reuni tudo o que gosto:
Adoro ganache.
Suspiro com Pavlovas crocantes.
E delicio-me com frutos vermelhos.
  



Ingredientes  (para uma pavlova de 22 cm)

200gr de açúcar refinado branco
1 1/2 colher (chá) Maisena
4 claras de ovo grande (L)
1/4  colher (chá) sal
1/8 colher (chá) cremor de tártaro
1 colher (chá) de essência de baunilha
1 colher (chá) vinagre, de vinho branco

Preparação

Aquecer o forno a 110ºC.
Numa folha de papel vegetal, desenhe um circulo com 22 cm de diâmetro. Colocar o papel vegetal sobre um tabuleiro, com a parte riscada virado para baixo.
Numa taça misture bem o açúcar com a Maizena.
Na taça da batedeira elétrica coloque as claras, sal e o cremor de tártaro.
Bater em velocidade média, até obter picos ligeiros.
Com a batedeira em velocidade máxima, adicione o açúcar/Maizena, uma colher de sopa de cada vez, batendo bem entre cada adição.
Quando todo o açúcar tiver sido adicionado, continuar a bater por cerca de 7 minutos, ou até obter uma mistura espessa e brilhante.
Colocar a mistura sobre o circulo desenhado no papel vegetal, por forma a preencher o circulo e, ao mesmo tempo, criando uma cratera (não muito profunda) no centro do merengue.
Levar ao forno por 1 a 1 hora e meia, ou até que o merengue esteja seco ao toque.
Desligue o forno e abra ligeiramente a porta do forno, colocando uma colher de pau ou um pano para travar a porta, por forma a que circule o ar.
Deixe o merengue arrefecer completamente dentro do forno.
Mas... como de manhã não estava como eu gosto, aqueci o forno novamente e a 120ºC e deixei-o no forno o tempo suficiente até ficar com o aspeto que podem ver nas fotos. 








Uma flor para minha mãe...




Uma boa sobremesa para o seu domingo.

Bom apetite !!

13 comentários :

  1. Está magnífica! Tão bonita que até dá pena partir! Não apetece estragar! A pavlova é uma receita simples muito elegante e embeleza qualquer mesa de festa! Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Olá! Tive que passar por cá. Não resisti a esta maravilha. Só tem ingredientes que eu adoro.
    Ficou sedutora e uma verdadeira delicia de certeza.

    Beijinhos e continuação de um excelente fim de semana

    ResponderExcluir
  3. A pavlova está linda e tenho a certeza que está mesmo deliciosa. A conjugação de sabores é bem do meu agrado e já levo a ideia comigo :) A acidez dos frutos vermelhos encaixam na perfeição com o doce do merengue e também aqui em casa adorámos que fique um merengue bem crocante. Já fiquei com vontade de fazer outra :)
    Bom fim de semana e beijinhos ...
    Guloso qb

    ...

    ResponderExcluir
  4. Adoro pavlova e esta está tão bonita e elegante! O contraste da parte crocante de fora e o interior fofo é mesmo uma maravilha. Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  5. Querida Rosa, que Pavlova deslumbrante nos trazes! E com os ingredientes de cobertura, só pode ser uma verdadeira delícia!!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. Está irresistível!! Que maravilha!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Querida Rosa: está espetacular!!!! Adoro as pavlovas da Lia ,mas tu fizeste-a com mestria. Ficou mesmo linda!! Adorei o "twist" que lhe deste. É que por aqui, nunca vi ruibarbo à venda,mas com frutos vermelhos já é possível. Tenho mesmo de experimentar.
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  8. A sua pavlova ficou perfeita, o interior está no ponto e os frutos vermelhos dispensam qualquer apresentação! Adorei, querida Rosa!
    Um beijinho,
    Vanda

    ResponderExcluir
  9. Oi Rosa
    Como fazem falta nossas mãezinhas,difícil acostumar sem elas.Cumpriram sua missão e foram descansar nos braços do Pai
    Amiga,que torta é essa,fiquei aqui babando de vontade de saborear uma fatia.
    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Rosa minha querida,
    Que sobremesa mais linda e preciosa!
    Ficou perfeita, as fotos estão dignas de capa de revista!
    Mesmo a tua mãe não estando presente em corpo, ela está em espírito e guardadinha
    no seu coração!
    Parabéns pela participação, a Lia vai amar!

    Beijinhos, fique com Deus!♥

    ResponderExcluir
  11. Querida Rosa,
    Só hoje consegui cá vir, pois a minha internet tem andado a pregar-me partidas esta semana e a acumular ao aniversário da minha filhota, foi de todo impossível vir antes.
    Estou completamente in love com o aspecto desta tua pavlova e teria sido um disparate não publicares tal maravilha!!
    A tua mãe ficaria (ficou, tenho a certeza...) deliciada com tal maravilha e homenagem...
    Esse tempinho extra no forno fez uma enorme diferença e adoro a cor com que ficou esse exterior. Eu que também sou completamente apaixonada por frutos vermelhos, não trocava esta tua, pela de ruibarbo, mas como de frutos vermelhos já tenho muitas no blogue, tinha mesmo de experimentar aquela com o ruibarbo.
    Amei as tuas alterações minha querida e olha, não recebi nenhum e-mail teu...
    Não sei se terá tido a ver com as oscilações que a internet por cá tem sofrido, mas o certo é que não chegou nada minha linda.
    Um grande beijinho Rosa e fico muito lisonjeada com esta tua adaptação e com a referência que me fazes.
    Lia

    ResponderExcluir
  12. Ainda bem que não deixaste de publicar, esta receita é fantástica e a pavlova tem muito bom aspeto :)

    ResponderExcluir
  13. Queridas amigas, não me é possível comentar cada uma de voz em particular.
    Mas cada comentário vosso é a energia que necessito para continuar.
    Obrigada carinhos.

    ResponderExcluir