1 de outubro de 2012

Receita de papos de anjo






Antes dos sabores... alguns saberes!!

O Papa de Anjo é um doce típico português, assim com a maioria dos doces à base de ovos, especialmente de gema. Entre os séculos XVIII e XIX, Portugal era o principal produtor de ovos de Europa.
A maior parte da sua produção tinha destino certo: fornecer clara para utilizar na actividade de manufactureiro. A clara era usada como purificador na fabricação de vinho branco e, principalmente, para engomar os trajes chiques e elegantes do mundo Ocidental.
No livro português Doçaria dos Conventos de Portugal (Assírio & Alvim), os autores Alfredo Saramago e Manuel Fialho contam que somente o convento de Santa Clara de Évora produzia 180 dúzias por mês. Reza a lenda que elas sobravam depois que as freiras engomavam seus hábitos com as claras...





Sou apaixonada pelos nossos doces conventuais!  Aqueles com muitas gemas...  ovos moles, fios de ovos,  amêndoa... figo... doce de chila... e muito açúcar... !!  Tudo muito apropriado para quem é  saudável ou então...muito guloso.
Mas hoje os meus Papos de Anjo são para oferecer à minha sobrinha Chanda, que também adora estes pequenos doces de gemas!





Ingredientes
12  gemas
400 g de açúcar
4 dl de água
2 paus de canela 

Preparação
Batem-se as gemas cerca de 15 minutos, com a batedeira. Levam-se a cozer no forno em banho-maria, em forminhas muito bem untadas com manteiga ou margarina. Com o açúcar e a água faz-se uma calda fraca (não deve ferver mais de 5 minutos) em lume brando. Depois de cozidos e frios passam-se os papos de anjo pela calda morna. Colocam-se numa taça e regam-se com a restante calda calda. 























Notas que considero 
Vou deixar algumas que acho necessárias para o êxito dos vossos... papos de anjo!

  • Temperatura do forno a 160º
  • As formas muito bem untadas, mas nunca margarina derretida 
  • Deve encher as formas com a massa, apesar da massa durante a cozedura crescer baixará logo que arrefeça.
  • A água do banho-maria no forno, já deve estar bem quente quando colocar as formas no tabuleiro, e não deve ultrapassar 1/2 cm da forma.
Este  formato de forma é o aconselhável, e estas já têm muitos anos... não são de inox. 
















14 comentários :

  1. Olá Rosa !
    Esta sim é uma verdadeira perdição, até parece que lhe sinto o sabor, uma delicia !
    Faz coisas na su cozinha fabulosas.
    Um grande beijinho e uma boa noite.

    ResponderExcluir
  2. Rosa querida eu adoro papos de anjo, mas acredito que um verdadeiro papo de anjo feito por uma portuguesa e mãos de fada como voce, deve ser muito melhor do que imagino. Eu creio que esse doce é um divinal ícone da doçaria conventual portuguesa. Ficou lindo. Adorei. Beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Não conhecia, mas confeço que adorei o aspecto, deve ser uma delicia amiga, obrigado por esta partilha!

    bjs

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Rosa,
    Adorei a história dos doces portugueses muito interessante, são obras de arte, o papo de anjo é delicioso e sempre será, a quantidade que podemos saborear é que é pequena..., parabéns pelo post e receita.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderExcluir
  5. GOSTO TANTO MAS NUNCA ME ATREVI A FAZER.
    OS SEUS FICARAM LINDOS .
    APETECE-ME MESMO ```ROUBAR`` UM SÓ UM PARA PROVAR.
    BOA SEMANA
    BJS

    ResponderExcluir
  6. Adoro papos de anjo Rosa!
    Um dia atrevo-me a fazer :)
    Quanto à máquina do pão, antes de a ter, amassava à mão Rosa. Tem de amassar bem, uns 15 minutos e depois deixar uma hora a massa a levedar num sítio quentinho :)
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ginja!
      Obrigada pela explicação dos enroladinhos.
      Beijinhos

      Excluir
  7. Que delícia,adorei o seu blog
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Devo confessar que nao sou fã de papos d'anjo, precisamente por serem muito doces. Os doces tradicionais portugueses são dos melhores do mundo. Ficaram perfeitos. Bjs

    ResponderExcluir
  9. Olá Rosa ! :-)

    Esses papos de anjo não parecem caseiros, parecem de pastelaria de tão perfeitos que estão...
    Uma cor esplêndida, também adoro os doces conventuais ! :-)

    Beijinhos

    Isabel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Isabel!
      Obrigada pelo elogio:) A pastelaria é uma área que eu gosto muito e tenho alguns conhecimentos técnicos, provenientes de muitos anos de experiências, muita leitura, principalmente muito rigor na confecção de certas receitas, e ainda muito amor pelos meus sabores!
      Vou acrescentar à postagem a foto das forminhas e ainda algumas notas a considerar.
      Beijinhos








      .:

      Excluir
  10. Olá Rosa,
    nunca provei esse doce, mas o aspecto está lindo e apetitoso!
    Receita nota 10!

    Beijinhos ♥

    ResponderExcluir
  11. Adorei seu blog queriad ;)
    com certeza voltarei aqui sempre
    aproveito para te falar que tem sorteio lá no fazer gourmet... espero sua participação ;)

    ResponderExcluir
  12. Xanda5/10/12

    Tia!! Muito obrigada!!! Sempre adorei os seus Papos de Anjo! Vou experimentar! Um grande beijinho!!!!!!!

    ResponderExcluir