9 de outubro de 2013

Costelinha com Massa de Pimentão e Broa Frita





























Gosto de temperar a costelinha com massa de pimentão, que faço aqui em casa,  fica com um aroma e paladar inconfundíveis. Só se utiliza o pimento vermelho. 
Não havendo a massa de pimentão, pode triturar 1 pimento no robot de cozinha, juntar o sal e um pouco de azeite. E como tinha no frigorífico uma costelinha para o almoço e ainda não tinha decidido como a preparar, seria... costelinha com massa de pimentão.
Preparei e temperei...



























Estas duas peças de arte... são feitas pelas minhas netas, quando vêm para nossa casa. Utilizam o barro branco e castanho, a mais velha, a Naná, já sabe e prepara a mesa para a tarefa, forrando-a com a toalha grossa de plástico reservada para estes trabalho, numa caixa estão os aventais e utensílios para trabalhar o barro.
É uma aventura, começam por trabalhar o barro para ficar mais moldável e... a escolha do objecto... o que vamos fazer...! Lá começam então e por vezes pedem ajuda, a Babá precisa que eu ajude a esticar o barro, quando não temos, improvisamos.  O avô também dá por vezes uma opinião e também ajuda se necessário.

























Ingredientes para 3 pessoas
650 g  de costelinha
250 g  de cebola
1 colher de sopa de massa de pimentão
5 dentes de alho, grandes e com casca
1,5 dl  de azeite
200 g  de banha (pode usar só azeite) 
1 colher de sopa de vinagre balsâmico
1  raminho de salsa
2  folhas de louro
6 tiras de pimento
sal e pimenta preta de moinho


Preparação
Cortei a tira de costelinha em pedaços de um só osso.
Na picadora triture o pimento, mas que não fique em papa e envolva em todos os pedaços da costelinha, salpique com um pouco de sal, junte o louro e a pimenta.
Aquece as gorduras no recipiente com os alhos esmagado, quando começarem a estalar coloque os pedaços sem ficarem sobrepostos e deixe alourarem virando de ambos os lados. A temperatura é média para não queimar, se os pedaços não couberem todos, retire-os dourinhos para um recipiente e termine com a carne que sobrou, tenha sempre atenção aos resíduos que se juntam no fundo do tacho para não queimarem, caso considere que estão mais que dourados, tente raspar com uma colher para os soltar e poder retirar, pode também mudar de  recipiente. Se a gordura tiver reduzido e a carne não tiver gordura para cozer, acrescente mais azeite. junte a cebola cortada em rodelas grossas tempere de sal e pimenta e envolva muito bem deixe cozer muito lentamente, um pouco antes de verificar que a carne está a seu gosto junte as tiras do pimento e o vinagre balsâmico. Quando retirar para a travessa salpique com bastante salsa.


























3 fatias de broa 
1/2 dl de azeite

Temos ainda a broa para quem gostar. Usei uma frigideira para fritar as 3 fatias de broa. Depois de tirar a primeira costelinha que alourou adicione o 1/2 dl de azeite no tacho e misture bem, retire 1/2 concha desse azeite e frite a broa em temperatura média, só de um lado para não ficar muito dura. Retire e aguarde para decorar a travessa, ou passe directo para o prato. Se sobrou azeite pode deitar no tacho.




Quando tiver a massa de pimentão preparada, prometo trazer para quem gostar de sabores bem genuínos.

















32 comentários :

  1. Bom dia Rosa,
    A visita das netas é sempre coroada de muita alegria, aventura, diversão, de momentos de plena felicidade.
    Gostei muito da aula, as costelinhas ficam muito saborosas temperadas na massa de pimentão vermelho, sem dúvida foi uma deliciosa refeição.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vânia!
      É sim, uma grande felicidade conviver com as minhas netas. E falta-me trazer a massa de pimentão em sal.
      Beijinhos

      Excluir
  2. Que costelinha deliciosa!
    beijinhos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Liliana, ficaram uma delicia.
      Beijinhos

      Excluir
  3. Uma receita reconfortante e com um aspecto delicioso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Marisa, Obrigada por gostares.
      Beijinhos

      Excluir
  4. Rosa acabei de almoçar uma salada e agora chego aqui e vejo esta costelinha deliciosa,fiquei com fome outra vez.
    Esta mesmo uma delicia
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São, foi mesmo falta de sorte, mas estava mesmo uma delicia.
      Beijinhos.

      Excluir
  5. Querida Rosa,
    O almoço hoje foi tão fraquito, que só de ver esta costelinha maravilhosa, já fiquei cheia de fome!
    Que delícia querida. também adoro massa de pimentão para temperar carne, em especial, a de porco.
    Super prendadas as netinhas artistas, pois as peças estão um amor!!
    Beijinhos grandes,
    Lia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida lia, agora só terás de experimentar e a massa de pimentão é fundamental na carne de porco.
      Mas vou trazer a tradicional massa de pimentão em sal.
      E as minhas netas têm o avô que é artista, é pintor. Os genes não se perdem.
      Beijinho

      Excluir
  6. Rosa, que comida apetitosa! Adorei, bem reconfortante!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Maria João. Costelinha à portuguesa assim, fica sempre bem.
      Beijinhos

      Excluir
  7. adoro este tipo de comida sou fan mas aqui nao ha broa pena a minha bem este teu pratinho esta 5* bjs bs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Isa. Comidinha à portuguesa é sempre gostosa, pena estares tão longe. Será que não descobres onde aí se faça broa? Se tiveres portador de cá, podem levar-te e depois congelas cortada em pedaços. Em breve vou trazer outra receita com broa frita.
      Beijinhos

      Excluir
  8. Que carne com tão bom aspecto, ficou óptima! Também gosto de temperar a carne com massa de pimentão :)

    Beijinhos*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Cuca. O pimento é imprescindível na carne de porco.
      Beijinhos

      Excluir
  9. Hummmm que delicia Rosa querida, gosto tanto de costelinhas e com massa de pimentão, dá um sabor incrível não é? Tbém gosto muito de massa de pimentão. Ficou um belo e suculento prato. As pecinhas das netas estão delicadas, já tem mãozinhas de fada essas meninas!!! A mesa ficou uma graça. Quanto a untar as minhas forminhas de silicone, realmente não é necessário amiga, eu que tenho essa mania hehehe. Estou com as perninhas mais ligeiras obrigada, as costas ainda doem um pouquinho, mas dá para dançar um tango kkkkkkk. E você como está minha amiga? Espero que bem. Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Josy. Também gosta de costelinhas hehe, quem não gosta. Vai gostar da massa de pimentão que vou trazer. As netinhas são como o avô que é um artista, é pintor. No meu blog tenho alguns quadros de duas exposições, mando o link para ver. Parece que a recuperação vai acontecendo o que é óptimo.Beijinhos

      shttp://saberescomsabores.blogspot.pt/2012/05/uma-pausa.html

      Excluir
  10. Rosa querida,
    suas netinhas são grandes artistas, as peças ficaram lindas!
    E vc arrasou na preparação desta costelinha, combinação
    perfeita de ingredientes, belo prato!

    Um grande beijo, fique com Deus!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida Andréa, como disse à josy elas têm os genes do avô. E a costelinha com broa é óptima.
      Beijinhos.

      Excluir
  11. Oi Rosa, ficou um belo prato! E parabéns para as suas netinhas artistas! Qto orgulho! ;-)
    Bjs ♥
    www.viveraprendendo.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Silene, que bom gostares e as netinhas têm os genes do avô. Tenho aqui no blog obras dele, na mensagem da josy tem o endereço do post, se quiseres ver.
      Beijinhos.

      Excluir
  12. Olá Rosa, que bela refeição, gostei da ideia da broa frita, eu adoro broa! Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ivone, experimenta a broa frita, na frigideira o azeite não precisa ser muita quantidade, basta que mal cubra o bacalhau.
      Beeijinhos

      Excluir
  13. Bom dia!!
    Obrigada pela visita,também estou te seguindo.
    Adorei seu blog,suas receitas são deliciosas.
    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Olá Rosa,

    gosto de pratos assim como o teu. Reconfortam o estômago e são simples de preparar! Broa frita nunca tinha visto mas hoje já aprendi mais alguma coisa nesta minha visita,
    E as peças de barro feitas pelas meninas estão amorosas, lindas mesmo.

    beijinhos e votos de bom fim de semana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. olá Catarina, são realmente pratos que o paladar agradece. Broa frita é muita boa.
      E em casa de artistas as coisas surgem e o barro é o sacrificado.
      Beijinhos

      Excluir
  15. Amiga tão querida...

    Um encanto a canequinha e o coraçãozinho que as tuas netinhas fizeram com tanto carinho ! :)
    Umas fofinhas, é o que são, têm certamente a bondade da querida Avó que têm a sorte de ter ! ;)

    Quanto às costelinhas, que prato tão apetitoso, amiga, as cores estão lindas, é um prato bem apropriado para estas temperaturas mais baixas que se avizinham e adorei a broa frita, acho que nunca a comi assim embora todos os fins de semana compre broa !

    Foi uma bela sugestão esta tua !

    Um beijinho bem grande querida, bom domingo ! *

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha amiga querida,é com muita alegria e brincadeira que elas fazem o que gostam quando castigam o barro... ó Avó o que hei-de fazer... palavras mágicas que me completam.

      E como já têm os genes do avô é mais fácil, na resposta da Josy tem o endereço do post com quadros, se quiseres ver, foi de exposições que fez.

      As costelinhas e a broa frita em azeite ficaram uma delicia, na resposta à Ivone explico como fritá-la.

      Um beijinho muitoooo grande amiguinha.

      Excluir
  16. Olá Rosa,
    Adoro este tipo de refeição!
    Kiss, Susana
    Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
    http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/10/dia-um-na-cozinha-e-escolha-do.html

    ResponderExcluir
  17. Susy, eu já participo na página do, Dia Um... Na cozinha.
    Bjs

    ResponderExcluir