25 de agosto de 2015

Empada de Frango com Cogumelos e ...






Gosto de fazer estas empadas... é aliciante e estimula a criatividade, cada empada é uma surpresa  e só repito a pedido. Adoramos massa folhada, mas tem muitas calorias, tem.... A que  ultimamente  utilizo  não empola  tanto, mas tem a vantagem de ser uma massa pouco
gordurosa. E  mais  uma vez, faço  um   aproveitamento  de  alimentos  que    sobram  de outras refeições. Esta que hoje trago é das... a pedido... e faço-a muitas vezes !! 







Da existência que subsiste há séculos  e espalhada pelos quatro cantos do mundo, os antigos Pastelões, hoje são chamados de empadas, e no nosso país  encontram-se nas nossas mesas pelo menos desde a época Medieval.

Consistiam em unidades salgadas de grandes dimensões e recheios diversos. Só mais tarde e no século XIX os pastelões pequenos ficaram conhecidos, como empadas de caixa. E a sua origem foi um recurso usado nos dias estabelecidos de abstinência de carne, em que se servia como refeição, permitindo assim que a abstinência viesse disfarçada para a mesa.

Existem muitas versões por mundo fora. No Reino Unido os pastelões fazem parte da cozinha quotidiana. São as famosas Cornish Pasties, em que a batata é o elemento essencial no recheio e começaram por ser  uma uma refeição tradicional dos mineiros da Cornualha. A batata era a base de toda a alimentação no sul do Reino Unido e ainda na Irlanda.




São grandes as tradição: nas empanadas Sul Americanas mais típicas, o recheio consiste em tudo cortado em pedacinhos, carne, batata,cebolas e passas de uva. Depois as Pies americanas com os mais diversos recheios, doces e salgados. E que poderão ter sido levados para o Novo Mundo  por colonos ingleses.

Em Espanha as Empanadas Galegas são de inegável qualidade, tal como mas nossas Empadas Alentejanas e que podem ser consumidas como  refeição. E, temos ainda e já com massa folhada o famoso Pastel de Chaves.

Ao surgir a massa folhada, as empadas poderam  ter outra aparência e a possibilidade de um sem fim de  inovações...





Inredientes

400 g de massa folhada, convém que a embalagem, seja de duas placas de 200g cada
250 g de frango assado, desfiado
300 g de alho francês, ja cortado
250 g de cogumelos franceses, cortados em quartos
50 g de pimento vermelho laminado
0, 5 dl de azeite
2 dl de molho branco ou bechamel, ou, usar o de compra
1 folha de louro
1 ovo, para pincelar
1 colher de leite ou água
noz moscada, facultativo
tomilho, facultativo
sal





Preparação
  1. preparar todos os ingredientes como vê nas fotos.
  2. Deite o azeite no tacho e deixe que aqueça bem (sem fumegar).
  3. juntar de início o alho francês e mexer continuamente para que não queime mas que aloure ligeiramente.
  4. Acrescente os cogumelos e continue a envolver a mistura, mantenha a temperatura do lume se a 3/4 do máximo. O cogumelo com pouca temperatura começa a largar a sua humidade e perde toda a sua textura.
  5. junte a folha do louro e salpique algumas pedras de sal.
  6. Após 2 minutos não mais, acrescente o pimento e envolva toda a mistura.
  7. Finalmente o frango e de imediato tempere com a noz moscada a gosto, mexa toda a mistura por um minuto e adicione o molho bechamel bem quente, envolva  e retire do lume. Se utilizar o tomilho, é nesta altura que perfuma o recheio.

O molho bechamel aqui, tem a função de tornar os ingredientes levemente cremosos e mais Homogéneos.  





Como pode verificar os legumes não estão passados, os cogumelos estão (al dente) e o frango mantém a sua textura.
Do segundo ao sétimo item, a preparação não deve ultrapassar os 10 minutos a 8. Deixe arrefecer completamente antes de a aplicar na massa folhada.

Estando este preparado frio, polvilhe ligeiramente a bancada e retire a massa folhada do frio e estende-a sobre um pouco de farinha, procure não ultrapassar a medida pretendida. Esta minha tinha por medida, 25 cm por 20 cm. Após a massa esticada e para a colocar no tabuleiro utilize o rolo, sem polvilhar a massa com farinha, enrole a massa no rolo e deixe escorregar para o tabuleiro desenrolando. Com um garfo pique toda a extensão que vai levar o recheio.  Pré aqueça o forno a 250º C e quando colocar a empada reduza um pouco (230)





A massa que vai cobrir a empada tem que ser ligeiramente maior devido ao volume do recheio. Pincele com água fria toda a área de massa sem recheio e use a mesma técnica de enrolar a massa no rolo para que a possa colocar sem dificuldade. Faça uma ligeira pressão com os dedos sobre a área que foi molhada, e com uma faca afiada apare as extremidades. Dissolva a gema com uma colher de chá de leite (ou água) e pincele a tarte. Evite que a gema escorra para as extremidades e cortes, dificultando assim o folhar. 


  


Etapas
  1. Assim que a massa crescer e ficar com tom dourado, mais ou menos escuro, pois depende do gosto, e que deve levar +/- 15 a 20 minuto.
  2. Baixe a temperatura do forno para 150º C e a empada fica no forno mais 15 minutos. 
Estas duas etapas são de extrema importância, a 1ª etapa, é para a massa adquirir o seu volume, parecendo até, estar já pronta. A 2ª etapa, vai firmar a estrutura do interior da massa, deixando-a cozida e crocante.









Façam as vossas experiências !!

Mas... utilizem pouca farinha a esticar a massa folhada. A que uso, é a do Mini-preço.

11 comentários :

  1. Que aspecto maravilhoso Rosa! Também adoro estas empadas, são versáteis, pelo que podemos adaptar os ingredientes que mais gostarmos, apesar de eu gostar bastante da combinação de ingredientes aqui usada. A massa ficou irresistível depois de cozida e o interior está divinal. :)
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
  2. Querida amiga e irmã, que bela empada, também gostamos muito aqui em casa, pois são tão versáteis, e onde podemos criar vários recheios, ou fazer aproveitamentos de sobras. Resultam sempre deliciosas. Esse seu recheio está de babar, adoro alho francês, cogumelos e pimentões, que fizeram um belo acompanhamento com o frango assado. Ficou linda, coradinha como gosto. E como sempre, saio daqui aprendendo sempre um pouco mais. Hoje, sobre as Empadas. Excelente. Beijinhos minha querida, e aguardo seu email, junto com boas noticias

    ResponderExcluir
  3. Querida Rosa,
    Nem imaginas o que me delicio com os teus posts e a pesquisa, tradições e histórias que sempre nos trazes a acompanhar as receitas. AMO!!
    Adoro empadas, empadinhas e afins e esta tua empada está de me deixar louca de vontade de a provar neste preciso momento.
    Massa folhada é calórica sim, mas tudo o que é bom é caloiro certo? Eu agora habituei-me a fazer massa folhada em casa. É uma questão de prática e depois de umas quantas vezes já se faz de cor e olhos fechados. Claro que se estiver numa pressa compro, mas se puder, a caseirinha é tão melhor!!
    Um beijinho minha querida,
    Lia

    ResponderExcluir
  4. Querida e amada Rosa,
    aqui no seu cantinho a gente não encontra só receitas maravilhas, encontramos
    tbm textos ricos que nos surpreendem, um grande aprendizado pra todos nós!
    Eu amo massa folhada prefiro do que a massa podre. Uma pena que a massa folhada
    leva gordura hidrogenada, é versátil, faz pratos doces e salgados que nos deixa de
    boca aberta como essa empada que vc fez, linda e irresistível!
    Tudo que é calórico é mais atrativo, rsrs.
    De vez em quando eu me aventuro e faço massa folhada aqui em casa.

    Fique com as bençãos de Deus!
    Bjs no seu ♥

    ResponderExcluir
  5. Querida Rosa: as tuas receitas têm esse dom de nos fazer mergulhar nas tradições gastronómicas. Não só apresentas um prato lindíssimo e requintado, como ainda aprendemos a sua história e tradição nas várias partes do mundo.
    Não admira que te peçam para a fazeres, pois deve ser uma autentica delícia! Gosto particularmente do cuidado que tens sempre em dar aqueles pequenos "truques" que são uma ajuda preciosa para quem cozinha. Adorei!!
    Bjn
    Márcia

    ResponderExcluir
  6. Oi Rosa!
    Que aspecto maravilhoso ficou a sua empada, e com esse recheio de frango, hummmm, não tem nem como a gente imaginar, o sabor divino que deve ter ficado.
    Adorei também as informações passadas por vc.
    Amiga, tenho tido uns probleminhas com a minha internet e por isso demoro um pouquinho p/visitar os blogs amigos, mas acredito que logo vá melhorar.
    Bjssss e uma ótima tarde p/vcs

    ResponderExcluir
  7. Rosa,fiquei babando,com aquela vontade de provar uma boa fatia dessa empada.Massa e recheio de ótimo aspecto ,e o bom que também vem junto informações legais.
    Beijos,fica com Deus!!

    ResponderExcluir
  8. Não sou a maior fã de salgados, mas esse parece-me muito sinceramente uma delícia :D
    Para mim pastelões são omeletes fininhas :P

    ResponderExcluir
  9. Wuau mas que maravilha amiga esta 5* bravo adorei bjs

    ResponderExcluir
  10. Que lindo, super dourado, adorei !!!, bjs e um lindo fim de semana, Ana ;)...

    ResponderExcluir
  11. Bom dia Rosa,
    Ótimo texto, com ou sem abstinência de carne essa empada é maravilhosa e melhor ainda sem massa folhada.
    Beijo,
    Vânia

    ResponderExcluir